18 agosto 2014

Resenha do Livro Insurgente

Meus amores, quem me acompanha nas redes sociais e aqui no blog, deve ter notado, que eu estou completamente apaixonada pela Saga Divergente. Por isso, eu passei os últimos dias terminando de ler os dois últimos livros da série. No Post de hoje, eu vou contar para vocês, a minha opinião sobre o livro Insurgente.

Sinopse: Na Chicago futurista criada por Veronica Roth em Divergente, as facções estão desmoronando. E Beatrice Prior tem que arcar com as consequências de suas escolhas. Em Insurgente, a jovem Tris tenta salvar aqueles que ama - e a própria vida – enquanto lida com questões como mágoa e perdão, identidade e lealdade, política e amor.

A Narração / O Livro
Assim como aconteceu no livro anterior, a diagramação está impecável e as letras são grandes, o que facilita muito a leitura. Insurgente é narrado em primeira pessoa, pela protagonista Tris. A narrativa é detalhista e muito envolvente. Nesse livro, os personagens aprendem, que cada escolha pode trazer consequências irreversíveis. Do mesmo modo, que aconteceu em Divergente, é praticamente impossível desgrudar dessa história. Além disso, um ponto positivo do segundo volume da trilogia, é que em Insurgente, podemos conhecer melhor a essência de cada facção. Porém, como nada é perfeito, uma coisa que eu não gostei muito em Insurgente, é que o enredo é mais maduro, já que os personagens amadureceram muito. Isso levou a história para outro patamar e deixou a livro muito pesado e dramático, o que gerou um certo desconforto durante a leitura. 

O Casal
Da mesma maneira que os personagens amadureceram muito devido os acontecimentos do livro anterior, a relação de Tris e Tobias também amadureceu bastante. Diante de tudo que aconteceu, eles perceberam, que precisavam ficar unidos, se apoiando e confiando um no outro. Mas tudo isso, sem deixar de lado o romance e as briguinhas de casal. Nunca vou me cansar de dizer, que os diálogos desse casal, continuam sendo a minha parte favorita dessa história. Mas em Insurgente, Tris está muito teimosa e a maioria das brigas poderiam ter sido evitadas, se não fosse pela sua teimosia. Já Tobias, não tem medo de expor os seus sentimentos e de fazer tudo que está ao seu alcance para protegê-la. Mas é muito difícil proteger alguém e ter um relacionamento tranquilo, quando a sua namorada é uma garota Insurgente.

Conclusão
Insurgente é um livro mais pesado e sombrio que o anterior, dos três livros da série, esse é o que eu gostei menos. Durante, toda a leitura, havia um clima de tensão, medo, apreensão e angústia no ar. Os personagens enfrentam situações muito perigosas e isso proporciona capítulos repletos de ação, emoção e adrenalina. É um livro ideal pra quem gosta de aventura e ação, sem deixar de lado as cenas de romance e drama. Insurgente é um livro que nos ensina, sobre o valor da verdadeira amizade e assim como seu antecessor, é o tipo de livro que você não vai conseguir parar de ler. É uma história envolvente e surpreendente que todos deveriam ler pois vale muito a pena. 

Então meus amores, o que vocês pensam sobre esse livro?

Mil Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por