13 agosto 2011

Overdose: Kristen Stewart na W Magazine


Meus amores como todos vocês sabem, a Kristen Stewart é uma das minhas atrizes favoritas. E quando eu vi como ela estava deslumbrante, na edição de Setembro da Revista W Magazine, eu percebi que eu tinha que compartilhar isso com vocês. Espero que vocês gostem do post de hoje!



Kristen Stewart de Twilight fala sobre crescer, se casar, e dar a luz – ao olhar de milhões. Por Lynn Hirschberg. Setembro 2011.




Lynn Hirschberg: Todo mundo te conhece como Bella Swan, a heroína da série Twilight, cujo penúltimo filme, Amanhecer Parte 1, estréia em 18 de novembro. O que o público pode não saber é que você vem atuando desde que você era uma criança. Como você começou?
Kristen Stewart: É estranho, porque eu seria a última pessoa em minha escola a participar de peças, mas eu fui forçada a cantar uma música em uma coisa da escola. Eu cantei uma música ‘dreidl’*, o que é engraçado para mim. Eu nunca comemorei o Hanukkah* – não fazia parte da minha criação, mas era uma daquelas coisas onde todo mundo têm que escolher uma música ou participar de alguma forma no refrão. Não era uma típica música ‘dreidl’; eu não consigo me lembrar exatamente as palavras, mas era uma música ‘dreidl’ mais séria. O ‘dreidl’ era enorme, foi realmente honrado. E foi assim que eu conheci minha agente, que estava na platéia. Eu tinha oito anos. Eu tinha nove quando eu fiz meu primeiro filme, The Safety of Objects (Encontros do Destino).
Você fez algum comercial, ou foi direto para os filmes?
KS: Eu fiz dois comerciais, um para a Porsche, mas eu definitivamente não era o tipo de criança que alguém escolheria para um comercial ou qualquer coisa da TV que você geralmente procurar quando criança. Eu não era o tipo de criança que estaria em coisas que crianças assistem. Eu não era fofinha.

Em 1999 David Fincher te escolheu para ser a filha de Jodie Foster em Panic Room (O Quarto do Pânico). Ele gosta de fazer dezenas de takes para cada cena. Isso foi difícil, como criança?
KS: Eu não percebi que 80 takes não era normal. Mas é engraçado: Alguns dos momentos que mais me orgulho de sets de filmagem são de ‘O Quarto do Pânico’. Minha personagem tinha convulsões. Apenas ser capaz de dizer, eu tinha 10 anos de idade e eu estourei todos os vasos sanguíneos do meu olho naquele take, é legal. Foi divertido.

Você tinha uma qualidade travessa/moleca, o que era incomum.
KS: Eu tenho irmãos, e essa qualidade masculina era algo sobre a qual eu estava mortalmente autoconsciente quando eu era pequena. Eu ficava, tipo, Não, eu sou uma garota. Na verdade, eu ainda estou envergonhada de dizer isso.

Mas isso te diferencia de outras jovens atrizes. E isso te fez mais interessante.
KS: Eu realmente não sei o que dizer. Eu apenas sabia que queria trabalhar. E eu trabalhei. Eu estava trabalhando quando li o roteiro de Twilight. Eu li o roteiro antes de ler o livro, o que foi um pouco louco. Obviamente, eu devorei todos os quatro livros durante o curso de três anos, mas inicialmente eu não fazia idéia de que Twilight era uma coisa grande.

Você tinha um interesse particular em vampiros? Todas as jovens garotas gostam de vampiros.
KS: Eu amo um vampiro [Risos]. Eu tinha 17 anos quando eu li Twilight, e naquela época foi tão perfeito para mim. O roteiro era sobre jovens que pensam que podem lidar com coisas que eles simplesmente não podem. E eles vão fazer isso de qualquer forma. Porque, por que não? Apenas se torturar. Eu me identifico com isso. Vampiros são um pouco perigosos – e nós, garotas, gostamos de nos testar.

Em Breaking Dawn, Bella e Edward, seu amado vampiro, se casam. Como foi o casamento?
KS: Incrível. Este foi meu primeiro casamento. Foi insano. E estranho. A experiência do vestido de noiva foi algo muito importante. Eu experimentei uma versão do vestido, e foi como ajustar e ajustar e ajustar e alterar e ajustar e mudar, e então está pronto. Vestido fod*. Grandioso.

Como foi o casamento em si?
KS: Foi grandioso. O último livro de Twilight é cheio de grandes eventos, coisas que as pessoas têm esperado por tanto tempo. Para mim, foi ridiculamente dramático: eu me caso, dou a luz, o bebê tem uma taxa de crescimento incrivelmente acelerada com a qual todos nós estamos todos muito preocupados, e eu digo adeus ao meu pai pela última vez. Foi tudo muito grande – eu nunca poderia deixar, caramba, estou perdendo essa personagem.

Você finalmente disse adeus para Bella de alguma forma significativa? Você esteve vivendo com ela por um longo tempo.
KS: Estive antecipando esse momento final de Bella. Eu estava, Oh meu Deus – eu me pergunto como eu vou me sentir. E a última cena das filmagens foi no casamento. Cada personagem estava lá no set. No final do dia, eu estava esgotada. Então eu na verdade nunca tive esse momento. Em vez disso, aconteceu mais tarde. Nós precisávamos filme mais uma cena da lua de mel e nós fomos para Virgin Islands. Depois dessa cena, minha verdadeira última cena, eu me senti como se pudesse disparar pelo céu e cada poro do meu corpo iria emitir luz. Eu me senti mais leve do que já me senti antes em minha vida.

Twilight foi sua escola, e você se formou, de uma certa forma: Você se tornou Bella Swan aos 17 anos, e agora você está com 21.
KS: Sim – e desde aquela época têm sido uma loucura para mim. Em filmes, eu registrei cada fase da minha vida desde que eu tinha 9 anos. E, obviamente, está mais intenso agora porque eu não estou mais no controle.

Você não está no comando de sua vida?
KS: Não. Na verdade não. Não se eu quero pensar apenas sobre o que eu realmente gosto de fazer. É uma coisa engraçada: Você quer tanto que as pessoas vejam o que você faz – você tem orgulho do que faz – e eu gosto do efeito que os filmes têm nas pessoas. Mas a atenção também pode me deixar desconfortável. Em determinadas situações, as pessoas me dizem, “Vamos lá, o que há de errado com você?” e eu peço desculpas. Eu amo o que estou fazendo, mas eu fico um pouco desconfortável.

Você gosta de se assistir?
KS: Não é como se eu ficasse assistindo meus filmes várias vezes, mas eu nunca acreditei quando atores dizem que eles não se assistem. Eu os ouço andando por aí dando desculpas para porque eles não assistem seus trabalhos. É besteira. Desculpe pessoal – eu sei que vocês assistem suas coisas.

Deve ser interessante assistir você criança nos filmes. Poucas pessoas têm um registro visual extensivo de si mesmo por tantos anos.
KS: Eu fico com vergonha. Também é estranho: eu tenho 10 anos em O Quarto do Pânico’, e essa é uma versão minha que está muito distante, mas não parece que está tão distante assim de mim. Ocasionalmente, meu pai liga a TV, e é legal ver algum filme no qual eu apareço por um segundo. E então, “Cara, desligue. Agora. Tipo, corta isso.”
Não deixem de visitar o site da revista: W Magazine

Mil Beijos!

4 comentários:

  1. Tanta gente que fala que ela tem cara de morta e sem expressão. Pois eu acho ela simplesmente LINDA! Adoro ela.
    Maravilhoso o post, como sempre.

    Beijão ♥
    Priscilla Duhau
    http://deolhonabanca.blogspot.com/2011/08/mais-selinhos.html

    ResponderExcluir
  2. Ownn minhas lindas é tão bom saber que vocês gostam da Kristen assim como eu! Realmente ela é linda! Muito obrigada por comentarem eu amo os cometários de vocês! Mil Beijos! <3

    ResponderExcluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por