31 julho 2017

Resenha do Filme: O Mínimo Para Viver

Meus amores, não é segredo para ninguém, que eu sou completamente apaixonada pelo trabalho da Netflix, não é mesmo?! Definitivamente, eu não consigo mais imaginar a minha vida sem essa plataforma maravilhosa. Por isso. quando eu fiquei sabendo, que a Netflix tinha lançado um filme protagonizado pela Lily Collins, eu fui correndo assistir. No post de hoje, eu vou compartilhar com vocês, a minha opinião sobre essa história.

Sinopse: Uma jovem (Lily Collins) está lidando com um problema que afeta muitos jovens no mundo: a anorexia. Sem perspectivas de se livrar da doença e ter uma vida feliz e saudável, a moça passa os dias sem esperança. Porém, quando ela encontra um médico (Keanu Reeves) não convencional que a desafia a enfrentar sua condição e abraçar a vida, tudo pode mudar.

Opinião da Blogueira
O Mínimo Para Viver é um dos filmes mais emocionantes e realistas, que eu já assisti em toda a minha vida.  O longa mostra a Anorexia de uma forma profunda e sincera, contando a verdade sobre o que acontece na mente das pessoas que sofrem dessa doença. 
Na maioria das vezes, em que esse tema é abordado em alguma novela ou filme, eles sempre mostram o personagem descobrindo que tem essa doença, começando o tratamento e conseguindo lidar com a situação de forma positiva. Mas na vida real, as coisas não tão simples como a mídia nos mostrou durante todos esses anos. O que eu mais gostei no filme lançado pela Netflix é que através dele nós conhecemos a verdade nua e crua e vemos que o tratamento e a luta contra a anorexia é muito mais complexa do que nós imaginávamos. Nessa história, a protagonista já passou por diversos tratamentos e mesmo assim, ainda não conseguiu lidar com a doença. Ela está no fundo do poço e se não começar a lutar de verdade contra a Anorexia, vai acabar perdendo muito mais do que peso, ela vai perder a  própria a vida. A Lily Collins está brilhante nesse papel e merece todos os elogios do  mundo, ela deu um show de atuação em todas as cenas. 
Esse filme está repleto de cenas comoventes, diálogos impactantes, personagens interessantes e um elenco maravilhoso. Além disso, mesmo tratando de um assunto tão sério, o filme tem momentos leves e divertidos, que vão render ao telespectador ótimas risadas. 
Por fim, só me resta dizer, que  assistir esse filme foi uma experiência intensa e envolvente, que me fez refletir muito sobre a vida e principalmente, me fez enxergar a Anorexia de uma outra forma. Isso me fez perceber, que esse tema precisa ser discutido mais vezes na sociedade de uma forma mais profunda e não do jeito superficial, que nós estamos acostumados a fazer.  Então, se você ainda não assistiu esse filme, veja o mais rápido possível. Eu tenho certeza, que você vai enxergar a vida de uma outra forma depois que conhecer a história da Ellen. 


Então meus amores, qual a opinião de vocês sobre esse filme?

6 comentários:

  1. Oi Gabi,
    Só lendo elogios sobre o filme e o trabalho da Lily,
    Espero que essa semana eu consiga assistir.

    tenha uma ótima segunda :D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Já é a segunda resenha que vejo do filme e fico curiosa para assistir, além de ser bom é importante refletir sobre estes assuntos.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Não conhecia o filme, mas fiquei bem curiosa para assistir... Adorei a dica!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  4. Oi Gabi, tudo bem?

    Eu ainda não assisti, mas parece ser um filme bem impactante e com um tema que deveria ser mais abordado. Acho que vou gostar!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Olá Gabi!
    Esse filme já está na minha lista do Netflix. As produções deles são ótimas e o tema abordado realmente merece destaque.
    Adorei o post :)
    Beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
  6. Muito obrigada pelos comentários meus amores!
    Mil Beijos!

    ResponderExcluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por