15 abril 2010

I love pink




Sua cor preferida diz alguma coisa sobre você mesmo?

Nossa tendência é sempre associar as cores a acontecimentos em nossa vida. E isso não é por acaso. Quando tudo está bem, dizemos que a vida está “cor-de-rosa”. Quando ficamos irados, dizemos que ficamos “vermelhos de raiva”. Quando sentimos medo, dizemos que ficamos “brancos”, e assim por diante. Se você prestar atenção, as cores tomam conta do nosso dia-a-dia: as das roupas que usamos, do semáforo, das vitrinas, dos prédios, dos carros, dos alimentos...

O fato é que as cores se relacionam diretamente com nossas emoções e exercem influência direta sobre nossa mente e nosso corpo. Entender as cores e saber como usá-las pode facilitar e muito nosso cotidiano, deixando-nos em harmonia com o ambiente e fazendo com que possamos captar as energias positivas e nos libertar das energias negativas.

Todas as cores possuem um determinado poder em nossa vida. E é preciso conhecer o poder de cada uma das cores mais utilizadas para poder usá-las a seu favor.

Cada cor possui uma “temperatura” que designa a capacidade que elas têm de parecer quentes ou frias.

As cores quentes tendem para o amarelo e seus matizes alaranjados e avermelhados. Elas estimulam a circulação do observador, causando um ligeiro aumento na temperatura do corpo. O amarelo é uma cor alegre, é a cor do verão; o vermelho é sangue, é vida.

As cores frias tendem para o azul e os matizes entre o verde, o azul e o violeta. Ao contrário das cores quentes, estas cores diminuem a circulação do observador, causando uma ligeira queda na temperatura do corpo. O azul é a calma, a harmonia, a paz, mas também é a tristeza, a melancolia.

As cores neutras variam entre as tonalidades de marrom e cinza, como por exemplo os tons amarelo-acinzentados, azuis, verde-acinzentados e violeta-amarronzados. A função das cores neutras é servir de complemento de cor aproximada, para dar-lhe profundidade, uma vez que as cores neutras têm pouca reflexibilidade de luz.

As cores também são divididas em primárias (amarelo, azul, vermelho), secundárias (mistura de duas cores primárias, como o verde, violeta e laranja) e terciárias (mistura de uma cor primária com uma cor secundária, como o amarelo-esverdeado, amarelo-alaranjado, azul-esverdeado, etc).

O que nos leva a gostar mais de uma cor do que de outra, e até mesmo, optar uma determinada cor numa época e em certas ocasiões preferimos outras?

Se observarmos os momentos em que somos atraídos para uma cor, conseguiremos perceber nosso estado interior diante de determinado fato ou mesmo numa fase da vida.

A opção pela cor é um mecanismo de ressonância energética. De acordo com nosso estado emocional e psíquico, produzimos vibrações numa freqüência , a cor preferida está na mesma faixa vibracional. Assim, portanto, a cor escolhida reflete nosso estado interior.

Um exemplo disso é o caso de uma pessoa depressiva: ela sente-se atraída pelas cores escuras e essas tonalidades refletem seu estado de isolamento. Já aqueles que vivem bem consigo mesmo e com os outros, gostam de tons claros.

Pessoas que preferem cores definidas, mostram certa objetividade ou rigidez em seus pensamentos. A predileção pelas tonalidades indefinidas tanto pode refletir subjetividade, quanto flexibilidade no pensar e agir.

A preferência pelas cores apresenta variações significativas na leitura de nossas condições internas. Existe uma cor que durante um longo período de tempo é favorita, enquanto outras nos tornam simpáticas durante alguns momentos. A nossa cor favorita é a que corresponde às características internas, representando nossa personalidade. Já, aquelas pelas quais nos sentimos atraídos esporadicamente, são compatíveis com nossas aspirações momentâneas.

À medida que buscamos estímulos, nos sentimos atraídos por cores quentes, que são de natureza estimulante; quando aspiramos pela calma e serenidade, as cores frias nos seduzem.

Convém salientar que os diversos aspectos da personalidade segundo a cor preferida nem sempre correspondem na íntegra com a condição interna das pessoas. Isso ocorre porque são abordadas apenas algumas características predominantes da personalidade que envolve cada cor. Dois aspectos devem ser levados em consideração: um deles é que temos uma vasta gama de tonalidades envolvendo cada cor; outro, muito importante, é que cada ser humano é um indivíduo à parte; como tal, possui características peculiares. Assim sendo, a cor preferida não expressa o ser como um todo, mas sim, algumas particularidades.

Eu não sei se vocês sabem disso,mas eu amo cor-de-rosa é a cor mais linda do mundo,as pessoas que me conhecem sabem muito bem disso... Então hoje eu resolvi falar um pouco sobre essa cor maravilhosa:

Rosa

A cor representa a natureza feminina e a beleza da mulher. A opção por ela é feita na sua grande maioria pelas mulheres, pois o rosa é a cor da feminilidade.

Da mistura com o Vermelho, que é uma cor estimulante, com o Branco, que é a junção de todas as cores, surge o rosa. Essa cor possui ação moderada dos impulsos físicos. A apresentação do rosa suaviza a natureza instintiva do ser humano, sugerindo um envolvimento mais amplo, regado de muito sentimento.

A característica das pessoas que optam pelo rosa, é verem a totalidade e não se prenderem aos aspectos materiais. São simpáticas, gentis, dóceis, emotivas e carinhosas; buscam viver em harmonia mantendo sempre a serenidade. São inovadoras e tem a coragem para enfrentarem os obstáculos do cotidiano. São firmes e bem posicionadas mantendo sempre a meiguice e a amabilidade, essas características são frequentes no sexo feminino, por isso o rosa é preferido pela maioria das mulheres.

Mesmo não sendo a única cor de sua preferência, geralmente as mulheres usam algumas peças de roupas ou sentem-se atraídas pelas tonalidades do rosa. Essa é a cor que mais representa a natureza feminina; sugere beleza e envolvimento. O ditado popular “ver o mundo cor-de-rosa” reflete fielmente seu significado.

Significado: bondade, ingenuidade.

Emoções envolvidas: estimula a paciência, a abnegação, o cuidado com os outros.

Personalidade: ingenuidade, bondade, ternura, bons sentimentos.

Indicações: favorece a saúde em geral.

Seu uso: calma, paciência, otimismo e bem-estar. Em excesso, pode levar à passividade.

Mil beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por